MatheusMáthica: "O lado interessante e curioso da Matemática"

Sejam Bem-Vindos a MatheusMáthica....

Seguidores

terça-feira, 12 de julho de 2011

Engenharia

A engenharia é usada na construção de edifícios, estradas, túneis, metrôs, ferrovias, barragens, portos, aeroportos, usinas, sistemas de telecomunicações, criação de dispositivos mecânicos, desenvolvimento de máquinas, entre outros. Ela pode ser definida como "a arte de aplicar conhecimentos e habilitações específicas à criação de estruturas, dispositivos e processo: para a conversão de recursos naturais em formas adequadas ao atendimento das necessidades humanas"


Assim, a engenharia divide-se em vários ramos, abrangendo diversos segmentos do mercado de trabalho. Os ramos mais conhecidos entre nós são:

  • A engenharia civil, à qual cabe a criação de projetos e a construção de edifícios, estradas, túneis, metrôs, ferrovias, barragens, portos, aeroportos, usinas, entre outros;

  • A engenharia de computação, que projeta, especifica e organiza sistemas computacionais; 

  • A engenharia elétrica, que é responsável pela computação microeletrônica, pelas usinas hidrelétricas e pelos sistemas de telecomunicações;

  • A engenharia mecânica, responsável pelo desenvolvimento de elementos de máquinas e máquinas completas e pela criação de dispositivos mecânicos;

  • A engenharia metalúrgica, à qual cabe o conhecimento da estrutura e da propriedade dos metais, dos fundamentos físico-químicos das reações e dos princípios de fenômenos de transporte; 

  • A engenharia química, que atua na indústria química, petroquímica, alimentícia e em diversos outros setores industriais;

  • A engenharia de alimentos, responsável pelos processos industriais da área alimentícia: enlatamento, refrigeração, conservação e preparo dos produtos.
Além desses, a engenharia tem muitos outros ramos: naval, florestal, cartográfico, de produção, de materiais e de minas.

A matemática é imprescindível à formação desses profissionais, é parte integrante e constante do seu trabalho. Sem ela, nenhum ramo da engenharia poderia existir.


Referência:

Machado, Antônio dos Santos. Matemática na escola do 2º grau - Vol 3. S. Paulo: Atual, 1996.

Nenhum comentário:

Postar um comentário