MatheusMáthica: "O lado interessante e curioso da Matemática"

Sejam Bem-Vindos a MatheusMáthica....

Seguidores

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Deslocamento de pulgões pode explicar fenômenos complicados

Pulgões em um ramo

Quem já não experimentou dar um fim aos pulgões sugando aquela plantinha tão cuidadosamente cultivada no jardim? 



Outro olhar sobre estes animaizinhos mostra a importância que têm para a natureza. Os cientistas da Royal Holloway da Universidade de Londres e da Universidade de Leicester, Reino Unido, foram mais longe: observaram o deslocamento destes insetos sugadores em busca de alimento e descobriram que apresentam um comportamento muito diferente ao esperado.  O estudo, publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences dos Estados Unidos recentemente, ajuda a entender o comportamento animal e sua evolução.


Antes, acreditava-se que estes animais se movessem de forma muito peculiar chamada “voo de Lévy” ao procurar comida, ou seja, moviam-se em pequenas distâncias na maioria das vezes, e apenas ocasionalmente se moviam a uma distância muito longa. O resultado das observações feitas nos registros de vídeo demonstra que pulgões à procura de alimento não mantêm um padrão complicado de movimento. A tendência é a de vagarem sobre a comida aleatoriamente, da mesma forma como fazem as moléculas inanimadas. Também, alguns tendem a andar muito mais que outros.


Segundo Alla Mashanova, pesquisadora da Faculdade de Ciências biológicas na Royal Holloway, foi a grande variação entre indivíduos – com alguns se movendo muito pouco e outros se deslocando muito – que levou à impressão de que se tratava do “voo de Lévy”.


Os pesquisadores gravaram a extensão do movimento de todos os pulgões e os dados coletados foram usados para construir dois modelos matemáticos para realizar uma análise estatística mais detalhada. Sergei Petrovskiy, do Departamento de Matemática da Universidade de Leicester, surpreendeu-se com a simplicidade dos modelos matemáticos que, segundo ele, poderiam ser usados para explicar muitos fenômenos complicados.


Os pesquisadores afirmam que entender como animais se movimentam é importante, por exemplo, para a caça, para projetar reservas naturais, para prever focos de pragas e compreender a propagação de doenças.


Vincent Jansen da escola de Ciências biológicas na Royal Holloway acredita que a compreensão da variação individual é crucial para interpretar os padrões de movimento coletivo de animais e que a pesquisa poderia abrir as portas para melhor entendimento do comportamento animal e sua evolução.


Referência:

Site: Ciência Diária, 11 de Maio de 2011.
Montagem: Matheusmáthica

Nenhum comentário:

Postar um comentário