MatheusMáthica: "O lado interessante e curioso da Matemática"

Sejam Bem-Vindos a MatheusMáthica....

Seguidores

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O Dominó das Diferenças

A maioria  dos  jogos  com  cartões  são,  quase  sempre, marcados  pela necessidade de se formarem pares ou seriações bem organizadas de cartas. Já no caso do Dominó das Diferenças,  que  analisaremos  a  seguir,  joga-se  como  se  estivéssemos  jogando  dominó,  sendo que o casamento das peças não se faz pela igualdade, mas pelas diferenças de atributos de um cartão para  outro,  normalmente  exigindo  dos  jogadores  que  combinem  a  qual  será  a  quantidade  de diferenças  a  serem consideradas naquele  jogo ou naquela partida: uma diferença, duas diferenças etc, de acordo com a quantidade de atributos encontráveis no conjunto de cartões participantes do jogo.

 
Jogando com uma diferença
 

O Dominó das Diferenças deve ser jogado inicialmente, com cartões exatamente distintos, por isto escolhemos  os  12  cartões  distintos  da  série  inicial  de  cartões,  para  que  se  percebam  as características fundamentais deste jogo. 

Na  figura  a  seguir,  mostramos  um  jogo  ainda  com  muitas  possibilidades  de  continuidade,  há possibilidades de alocação de cartões em qualquer um das extremidades, assinalada na figura como sendo um quadrado cinza.



Na  figura  a  seguir,  o  leitor  encontrará  um  exemplo,  em  que  uma  das  extremidades  do  jogo  está fechada,  impossibilitando o prosseguimento do  jogo através dela. A extremidade ‘fechada’ mostra um  quadrado  em  preto,  enquanto  a  extremidade,  a  que  ainda  apresenta  possibilidade  de  jogada, mostra um quadrado cinza.



Finalmente  podemos  ver  um  exemplo  em  que  ambas  as  extremidades  do  jogo  de  dominó  estão fechadas para qualquer tipo de jogada. 



Jogando com duas diferenças 
 
Quando  se  joga  o Dominó  das Diferenças  com  uma  diferença  de  um  cartão  para  outro,  deve-se notar que, como estes cartões têm dois atributos, a cada diferença entre os cartões, deve restar uma igualdade entre eles – cores iguais e formas distintas ou formas distintas e cores iguais. Confira isto nas figuras anteriores. 

No caso de jogarmos, agora, o Dominó com duas diferenças, os cartões deverão ser absolutamente diferentes  do  outro,  não  havendo  nem  o  casamento  de  cores,  nem  de  formas. Note  que  o  jogo termina com um cartão que não tem como ser utilizado em nenhuma das extremidades.




Uma sugestão 
 
Nada  impede de utilizamos os 24 cartões da série  inicial para jogarmos o Dominó das Diferenças, assim,  sugerimos  que  o  leitor  tente  jogar  tanto  o  Dominó  de  uma  diferença,  como  o  das  duas diferenças utilizando toda a série de 24 cartões, cartões estes iguais dois a dois.


Gerando os 12 Cartões Lógicos Cores-Formas
 
Os  cartões  apresentados  são  denominados Cartões  Lógicos  Cores-Forma,  pois  têm  dois atributos  (duas  qualidades):  cores  e  formas. Tanto  as  cores  quanto  as  formas  (ou  figuras)  foram escolhidas  por  serem  facilmente  identificáveis  por  crianças  pequenas. As  formas  são  quatro:  sol, estrela, lua e raio. As cores serão três – as cores primárias –, o amarelo, o azul e o vermelho. 



Note  que  os  cartões  estão  ainda  classificados em termos  da  simetria  (ou  não-simetria)  das figuras. As  crianças, que normalmente conseguem  identificar os  símbolos  (figuras do  sol,  estrela, lua e raio), dificilmente percebem que duas destas figuras são simétricas e duas delas não são. 



Sobre Outros Tipos de Atributos
 
Deve  ficar  bem  claro,  que  há muitas  outras  possibilidades  de  se  utilizar muitos  outros  tipos  de atributos  além  dos  aqui  escolhidos.  Há  até mesmo  a  possibilidade  de  se  adotar  como  atributos elementos  sensoriais,  como  por  exemplo:  furos  circulares  feitos  diretamente  sobre  o  suporte cartonado; aplicação de  texturas  (pedaços de  lixa d’água,  lixas para madeira ou  ferro; pedaços de papéis  especiais  aveludados,  granulados  ou  corrugados;  pedaços  de  tecidos  com  vários  tipos  de trama; pingos de cola escolar − cola branca a base de água − sobre pequenos círculos coloridos, que depois de secos apresentam-se como pequenas contas coloridas coladas sobre o suporte). Algumas destas  alternativas  podem  ser  utilizadas,  com  bastante  eficácia,  na  elaboração  de  cartões  lógicos destinados às crianças portadoras de deficiência visual.



Referência:

LEITE, Aury de Sá. Volume 1: Jogos Para o Pensamento Lógico. Edição Preliminar/Draft. 2011.
Montagem: Matheusmáthica

Nenhum comentário:

Postar um comentário