MatheusMáthica: "O lado interessante e curioso da Matemática"

Sejam Bem-Vindos a MatheusMáthica....

Seguidores

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Brasileiros ganham ouro em torneio de matemática no Equador

 Estudantes universitários conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze na 3ª edição da Competição Iberoamericana Interuniversitária de Matemática

Estudantes universitários do Brasil conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze na terceira edição da Competição Iberoamericana Interuniversitária de Matemática (CIIM), que foi realizada na cidade de Quito, no Equador. A competição contou este ano com a participação de 48 jovens que representaram 20 instituições de ensino superior provenientes do Brasil, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, México, Peru e Equador.

Os brasileiros Matheus Secco Torres da Silva (PUC-Rio), Rafael Tupinambá Dutra (UFMG) e Régis Prado Barbosa (ITA) conquistaram as medalhas de ouro, enquanto Renan Henrique Finder (PUC-Rio) recebeu a medalha de prata e Alexandre Azevedo Cezar (IME) ficou com o bronze. O professor Emanuel Carneiro, do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), participou como líder do grupo.

Os problemas das provas foram selecionados por um comitê internacional que teve como base os problemas propostos pelos países participantes. Durante os testes, realizados em dois dias consecutivos, os estudantes tiveram quatro horas para resolver três problemas de matemática universitária abrangendo as áreas de Teoria dos Números, Geometria, Combinatória, Cálculo, Álgebra, Álgebra linear e Análise. Como parte das atividades do evento, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer aspectos históricos e culturais do Equador.

Competição

A competição, criada em 2009, foi realizada de 2 e 8 de outubro com o apoio de sociedades de matemática, universidades e centros de pesquisa. O evento tem como objetivos incentivar o estudo da matemática e a excelência acadêmica na comunidade universitária iberoamericana, melhorando as capacidades científicas com a motivação e competitividade internacional.


Referência:

Site: Terra, 12 de outubro de 2011.
Montagem: Matheusmáthica

Um comentário:

  1. Olá, Matheus!
    Pelo visto, desta vez o Brasil fez barba, chifre e bigodes! Rapou tudo? São uns ... heróis! E mais haveriam, se antes e para o futuro, os nossos dirigentes tivessem tido a sensibilidade e/ou a vontade política de tornar o país, de fato, povoado de cérebros dotados de capacidades e instruídos, de sorte a fazer frente aos "gênios do exterior", e que se trata, na verdade, é de indivíduos como nós, só que eles te en o apoio e assistência devida por aqueles.

    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir